Supersentido

Capa SupersentidoObra: Supersentido
Título original: Supersense
Autor: Bruce M. Hood
Cliente: Editora Novo Conceito
Ano de publicação: 2010

 

Detalhes da tradução:

Tenho um carinho especial pelo Supersentido porque foi a minha primeira tradução na área editorial — antes dele, eu havia trabalhado apenas na área acadêmica. E tive a felicidade de estrear logo com um livro que é muito interessante, o que, creio, ajudou no desenvolvimento da tradução para o português. O autor Bruce M. Hood, embora tenha escolhido assuntos controversos (pesquisar por que as pessoas acreditam no sobrenatural, passando por religiões, superstições, fenômenos como a vida após a morte ou o valor sentimental e apego que temos a certos objetos), aborda tudo isso de uma maneira bastante singular: ele demonstra os fatos e os estudos científicos a respeito do porquê as pessoas tendem a acreditar no sobrenatural, mas não assume uma postura confrontadora e não joga lenha na fogueira das discussões entre crentes e não-crentes. É uma discussão imparcial (pelo menos durante a maior parte do livro) e com perspectivas interessantes sobre o funcionamento da mente humana, numa linguagem agradável e longe do ranço acadêmico que poderia afastar os possíveis leitores interessados em saber mais a respeito do assunto.

 

Sinopse oficial:

A maioria da população mundial é religiosa ou acredita em fenômenos sobrenaturais. Nos Estados Unidos, nove em cada dez adultos acreditam em Deus, e uma recente pesquisa do Instituto Gallup descobriu que cerca de três em cada quatro americanos acreditam em alguma forma de telepatia, déjà vu, fantasmas ou vidas passadas. Você cruza os dedos quando torce para que algo dê certo? Bate na madeira para evitar que algo de ruim aconteça? Foge ao ver gatos pretos ou nunca passa debaixo de uma escada para não ter azar? O pensamento sobrenatural também inclui crenças mais elevadas, como o valor sentimental que atribuímos a fotos de pessoas queridas, alianças de casamento e ursos de pelúcia. Também estão incluídas crenças sobrenaturais e a esperança de que haja vida após a morte. Mas nesta era moderna e científica, por que nos agarramos a esses comportamentos e crenças? O que acontece é que a crença em coisas que estão além daquilo que é racional ou natural é comum nos humanos e começa já na infância. Na verdade, de acordo com Hood, este “;supersentido”; é algo com o qual todos nascemos, e é essencial para compreender o mundo. Portanto, de onde vem esse tipo de pensamento sobrenatural? Somos doutrinados por nossos pais, igrejas e mídia, ou essas crenças têm outra origem? Em Supersentido, o premiado cientista cognitivo Bruce M. Hood revela a ciência por trás das nossas crenças no sobrenatural.

Comentários estão fechados